Emma - Jane Austen

17:00

"Na verdade, os reais perigos da situação de Emma eram, em parte, ter o poder para satisfazer todas as suas vontades e, por outro lado, ser propensa a ter uma autoconfiança extremamente exagerada - essas eram as desvantagens que ameaçavam misturar-se com muitas de suas qualidades." (AUSTEN, 2015, p. 307)

Minhas duas edições de Emma, uma da Martin Claret e a outra da Landmark. A que eu li foi a da MC, mas pretendo ler a versão original na da Landamark porque é bilíngue.

Emma é de longe o romance mais inusitado de Jane Austen. A protagonista, que dá nome ao livro, não é nem um pouco heroína, tal qual Elizabeth Bennet, ou mesmo inocente, como Fanny Price. Emma é o que podemos chamar de patricinha mimada. Rica, bonita, talentosa, ela nem pensa em casar-se, pois não há nada que um homem possa dar a ela que ela não consiga pelos seus próprios meios. Porém, ela tem o péssimo hábito de se meter na vida alheia e, também, querer arrumar casamento para os conhecidos e amigos. E é com esse intuito que ela acolhe Harriet Smith, que é uma moça pobre e ingênua, que toma tudo que Emma fala como a mais pura verdade e se deixa levar pelas palavras dela. Emma, por sua vez, faz de Harriet sua cobaia e brinca com o destino da moça, fazendo ela recusar uma proposta de casamento de um rapaz que Harriet gostava, mas que, aos olhos de Emma, era de uma posição muito inferior.

"[Harriet]Acabará por se tornar uma moça refinada, mas apenas o suficiente para que se sinta incomodada com aqueles com os quais terá de viver em virtude de seu nascimento e posição."(AUSTEN, 2015, p. 330)

Eu diria que o restante da estória se desenrola com Emma tentando achar um casamento proveitoso para a amiga - primeiro com o sr. Elton, depois com Frank Churchill -, mas a verdade é que muito mais coisas engraçadas e também desastrosas acontecem. Emma comete tantos erros com a pobre Harriet que dá pena da garota, ela parece uma marionete nas mãos da "amiga". É claro que Emma também se mete em algumas enrascadas e passa por algumas humilhações, e é isso que deixa essa personagem de Jane Austen tão humana. Muita gente considera Emma a mocinha mais chata da escritora, e, em parte, eu concordo. Emma é o tipo de pessoa que acha que pode tudo porque é rica e poderosa. Apesar disso, percebe-se que ela faz tudo que faz porque quer ver o bem de todos, apenas é um pouco preconceituosa e intrometida. É o tipo de personagem que, apesar de fazer tudo errado, você deseja que se dê bem no final.

Cada romance possui uma ilustração no início. Essa é a de Emma. O marcador é da @casinhadelivro
O único que dá uns choques de realidade em Emma é o sr. Knightley, concunhado dela e grande amigo da família. Ele se sente à vontade na casa de Emma e, por isso, julga-se livre para dizer o que pensa sobre as atitudes da amiga. É claro que Emma não gosta nem um pouco dos sermões que recebe do sr. Knightley, mas, no fundo, sempre reconhece que ele tem razão.

"A vaidade trabalhando em um mente fraca produz muitos tipos de danos." (AUSTEN, 2015, p. 346)

Mas a grande reviravolta da estória - porque nos livros da Jane sempre há aquele plot twist sensacional - não é relacionada nem a Emma, nem Harriet, mas sim, a dois outros personagens, que não vou citar nomes para não estragar a surpresa. E, claro, livros de Jane Austen sempre terminam em casamento, mas será que Emma se casará? Só lendo vocês saberão!

***

É comum, percebo agora que já li quase todos os romances de Jane Austen, alguns elementos se repetirem em suas estórias. Um deles, é um personagem, geralmente masculino, cuja personalidade engana a todos e que, ao final da trama, se mostra mau-caráter e, até mesmo, cafajeste. Digamos que em Emma, temos uma amostra dessa fórmula da Jane, com uma pequena variação. Além disso, outro aspecto recorrente que eu percebi é que os finais dessa autora sempre me parecem apressados, como se fosse o menos importante. Vejo que há muita descrição durante toda a narrativa, mas, quando chega ao final e a mocinha finalmente fica junto do mocinho, tudo é resolvido às pressas e o leitor fica com um gostinho de quero mais enorme! Mas é claro que isso não diminui nem um pouco o meu apreço pelas obras Austenianas. 

Por fim, apesar de ter achado Emma uma protagonista não tão carismática quanto as outras, admiro profundamente a crítica que Jane fez nesse romance, mostrando o quanto as pessoas podem se enganar avaliando os outros apenas pela posição social e pela análise superficial da personalidade alheia. Emma é tão crente que conhece as pessoas que a cercam, que comete os erros mais primários. Ela julga conhecer o pensamento dos outros com base no pensamento dela própria e é aí que todas as confusões se iniciam.

Essa foto é antiga, mas eu amo.

"Com uma imperdoável vaidade, acreditara ser capaz de desvendar os sentimentos dos outros! Com uma irremissível arrogância, propusera-se a criar o destino dos outros!"(AUSTEN, 2015, p. 567)

Recomendo a leitura de Emma para aqueles que já conhecem e apreciam o estilo de Jane Austen. Não é nem de longe um romance tão fluido e animado quanto Orgulho&Preconceito ou Persuasão. Por isso, se você ainda não leu nenhum livro da autora, recomendo começar por outro que não esse.

Beijinhos, Hel.

AUSTEN, Jane. Mansfield Park, Emma, A abadia de Northanger. (Tradução e notas de Alda Porto, Adriana Sales Zardini e Roberto Leal Ferreira). Edição especial. São Paulo: Martin Claret, 2015. 768 p.

You Might Also Like

20 comentários

  1. é incrível como emma mostra a condição aprisionada da mulher. da necessidade de fazer um bom casamento. da impossibilidade de ter uma vida ampla sem a necessidade de casar. eu tb li e gostei muito. minha resenha está aqui. beijos, pedrita
    http://mataharie007.blogspot.com.br/2008/08/emma.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pedrita.

      Eu já acho que a Emma é uma das protagonistas mais peculiares porque, apesar de querer casar os outros, ela mesma não tem interesse em se casar. E se levarmos em consideração o período histórico, isso deve ter sido bem polêmico.

      Já li sua resenha, bjin!

      Excluir
  2. Hel, Jane Austen sabia criar personagens irritantes e muito humanos, reais. Acho que demorarei a ler este romance, pois ainda quero ler outros romances da autora como Persuasão e Razão. Orgulho e Preconceito já li e fiquei encantada. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Maria. A escrita da Jane tem essa qualidade de ser muito verossímil, a construção dos personagens é muito boa.
      Eu mesma demorei muito tempo pra finalizar a leitura desse livro, comecei em Junho, guardei na estante, li mais um pouco em outubro, depois eu só fui finalizar em dezembro. Ufa! É uma leitura bem demorada, sim. Recomendo que vc leia esses. :)
      Beijos!

      Excluir
  3. Nossa, eu diria que inusitado é um bom adjetivo pra esse livro julgando pelo que sei sobre outras histórias da Jane Austen! Mas pelo que você me falou sobre a Emma, me pareceu ser uma história cheia de situações cômicas. Estou enganada? Talvez essa impressão pode ser por causa da forma que você falou dela. Como você não recomenda começar por esse, acho que o melhor seria ir pelo queridinho Orgulho e Preconceito, que eu já li uma adaptação e vi o filme.
    Queria perguntar se essa edição lindona da Martin Claret vale a pena. Além de ser muito bonito, me parece bem mais prático comprar esse azul e o rosa porque contém todas as histórias, ao invés de ir comprando de um em um e correr o risco de ter um monte de edições diferentes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lethycia, muitos fãs da JA dizem que a Emma é, de todas as mocinhas, a mais chata, e ela é chata mesmo, sem noção, sabe? Mas eu gostei dela, fiquei torcendo pelo desfecho dela.

      Essa edição é sim muito prática, apesar dos erros grotescos de revisão e de não ter quase nada de material de apoio, além da fonte minúscula. Não sei quanto tá custando essa edição, acredito que em torno de $40, tá valendo a pena pela economia da edição, se vc comprar as três gastaria bem mais.

      Bjin

      Excluir
  4. Nesse ano de 2017,pretendo ler todos os livros da autora e vou começar por esse já que já li Orgulho e Preconceito.
    Quero muito essa edição lindíssima.
    Adorei sua resenha, me deu um gás para ler...
    Beijos,
    Ana.
    Www.Umlivroenadamais.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana. Tudo bem?

      Se vc já leu O&P, deve saber como a Jane escreve bem.
      Obrigada pelo comentário, beijos!

      Excluir
  5. Emma parece ser uma protagonista bem peculiar. Exatamente por isso, chamou a minha atenção.
    Já li Orgulho e Preconceito, então sei que a autora escrevia maravilhosamente bem.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de janeiro. Serão dois vencedores, dividindo 4 livros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?

      Eu não canso de dizer isso: Jane escreve maravilhosamente bem e criou personagens emblemáticos!

      Excluir
  6. Oi Hel!

    Eu sou apaixonada pela Jane Austen. Até agora só li "Orgulho e Preconceito" e "Persuasão". Na minha estante, eu tenho me esperando "Abadia de Northanger". Você já leu?
    Eu tenho muita curiosidade para ler Emma, justamente por as pessoas falarem "mal" da personagem. Afinal de contas, cada história da Jane Austen tem um crítica a algo.

    Adorei a sua resenha. Principalmente essa comparação geral no final sobre as obras que você já leu!

    beijos
    Psicose da Nina | Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nina. Tudo bem?

      O próximo que vou ler é A abadia de Northanger também. Da Jane já li O&P, Persuasão, Mansfield Park e Emma.

      Obrigada pelo comentário, a gente vai conhecendo melhor o estilo da autora e notando similaridades.

      Beijos!

      Excluir
  7. Ai que lindo *U*

    Beijos,
    www.thalitamaia.com

    ResponderExcluir
  8. OIMENINA

    infelizmente eu ainda não li nada da Jane, acredita? mas desde que assisti o filme Amor e Inocência eu fiquei super tentada a dar uma chance a essa literatura de época <3 Creio, inclusive, que já assisti a adaptação cinematográfica do livro Emma.

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem?

      Menina, vc tá perdendo tempo, a Jane Austen é uma ótima escritora, não é a toa que ela ainda faz tanto sucesso.

      A adaptação de Emma é bem legal, mas como toda adaptação, deixa muitas nuances de lado e tem-se a impressão de que é um resumão. Principalmente porque os livros da JA são muito detalhados.

      Bjs

      Excluir
  9. Oi, Hel.
    Sempre bom ler sua opinião!
    Emma é uma personagem extremamente humana, acho que as pessoas costumam dizer que ela é chata por conta disso.
    Eu tive a mesma impressão que você, apesar de Emma ser daquele jeitinho dela, a gente acaba torcendo para que ela tenha um bom final.
    Não é um dos meus favoritos, eu cheguei a me sentir entediada algumas vezes.
    Um super beijo!
    Thamiris Dondóssola, Historiar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thami.
      É sempre muito bom ter você por aqui! <3

      Eu também me senti um pouco entediada, por isso demorei tanto para ler e abandonei a leitura por meses. Apesar de a Emma ser muito divertida, o pai dela era insuportável e eu não aguentava quando ele começava a falar.

      Beijão!

      Excluir
  10. Olá Hel!
    huahua eu gostei da Emma! Para mim ela é um total reflexo da falta de ocupação. Aliado a uma cidade pequena e sem entretenimento, ela buscou se ocupar da maneira que pode. Mas concordo, quem nunca leu Jane Austen deve preferivelmente deixar esse para depois. Ele é longo e não prende da mesma forma que outros livros da autora.
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - SORTEIO DE 4 LIVROS + SACOLA DO SKOOB

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thalita. Que bom ver vc por aqui! <3

      Não sei se era tédio, não, a Emma bem que podia ler um livro nesse tempo live, né? Hahaha

      Agora sério, além de um reflexo de falta de ocupação, acho que a Emma queria cuidar da vida alheia porque ela mesma não tem uma vida tão interessante, ou, então, tem medo de lidar com os próprios problemas, é mal resolvida.

      Bjs!

      Excluir

Deixe um comentário! Eu vou adorar saber a sua opinião e com muito prazer te responderei :)